De fora parece fácil, mas quem é dominado pelas emoções não consegue alcançar a razão e nem ser prático facilmente!

Quando dói, quando a angústia e o medo assombram, quando a tristeza e o desânimo prevalecem ou a raiva e o ódio cegam, não há palavras que consolam ou que tragam a lucidez!

Não adianta dizer para um ansioso pensar positivo e que tudo ficará bem ou para um deprimido sair da cama e olhar o lado bom da vida!

Ninguém fica mal porque quer, ninguém deseja viver no terror se preocupando a cada instante ou decide que a vida não tem mais sentido à toa!

Eu sei, é difícil e cansativo viver com alguém que está sempre aflito com algo ou entregue a tristeza!

Às vezes tudo que essa pessoa que está sofrendo precisa é de alguém que lhe escute, que não lhe traga soluções mágicas/superficiais, apenas fique do seu lado enquanto o terror não passa, que não a julgue, nem fique bravo, somente lhe dê um abraço, faça um carinho, se faça presente!

Não critique sua forma de sentir as coisas, até porque não existe jeito certo, só o que é possível! Se não consegue compreender, respeite.

Ninguém sabe como cada um sente de verdade! Porém, todo mundo sabe que ninguém quer sofrer sozinho, muito menos ser criticado por isso!

Quando a tempestade passa e a razão volta ninguém se lembra bem do que foi dito, mas nunca se esquece de quem esteve ao seu lado durante a tormenta!

Carla Crepaldi de Melo Pádua | CRP 06/107088

Aprimoramento Profissional em Psicologia Hospitalar pela FAMEMA / FUNDAP
Especialização em Psicoterapia Psicanalítica pelo NPMR em parceria com a UNIVEM
Membro Agregado do NPMR
Auxiliar da Comissão Científica do NPMR